A IGREJA ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA

A Igreja Adventista do Sétimo Dia é Uma Seita?

O ASD (Adventismo do Sétimo Dia) satisfaz todas as exigências que uma organização religiosa precisa satisfazer para caracteriza-se como seita. Senão, vamos aos fatos, pois contra os mesmos não há argumentos.

O ADVENTISMO TROPEÇA NA BÍBLIA


Na Revista Adventista de fevereiro de 1.984, página 37, podemos ler o que se segue: “Cremos que... Ellen White foi inspirada pelo Espírito Santo e seus escritos, o produto dessa inspiração, têm aplicação e autoridade especial para os adventistas do sétimo dia.
Negamos que a qualidade ou grau de inspiração de Ellen White seja diferente dos encontrados nas Escrituras Sagradas”.

À luz de Ap.22.18,19, os adventistas necessitam se retratar, se não querem ser condenados.
Os adventistas às vezes se “defendem” da acusação acima, citando suas obras, nas quais os escritos de Ellen White e outras obras deles são, às vezes, chamados de LUZ MENOR e a Bíblia de LUZ MAIOR(1). Porém, esse “escudo”, muito longe de inocentá-los, expõe com naturalidade que são sutis e contraditórios. Sim, porque se os livros de Ellen White têm o mesmo peso da Bíblia, não são luz menor. E, se são uma luz menor, então não são tão inspirados quanto a Bíblia. E desse modo fica difícil sabermos em que crêem os adventistas. Afinal de contas, os escritos de Ellen White são ou não são do mesmo peso da Bíblia?
A confusão acima não se dá por acaso. Trata-se de um recurso satânico para que o dito fique pelo não dito e a arapuca do diabo funcione. Oxalá o caro leitor não seja a próxima vítima! E, se já vitimou-se, que se liberte pelo conhecimento da verdade (Jo 8.32; Hb 4.12).

 
O ADVENTISMO TROPEÇA EM CRISTO
Os asd afirmam que Jesus é o arcanjo Miguel. (2) Mas, segundo a Bíblia, Miguel é um dos primeiros príncipes, Dn 10.13. Ora, sendo o Senhor Jesus Cristo a segunda pessoa da trindade (o que os asd não negam), Ele é plenamente Divino e, portanto, ímpar. E, se Ele é ímpar, Ele é “o” e não “um dos”. Logo, Ele não é Miguel, pois como já vimos, Miguel é apenas “um dos...”

O fato de Jesus ter autoridade sobre o diabo e os demônios (Mc 16.17; Mt 4.10; Lc 10.17) e Miguel ter-se escudado no Senhor, quando de seu confronto com Satanás (Jd 9), exemplifica a disparidade que há entre os dois (Jesus e Miguel), o que prova claramente que são distintos e diferentes.

Se o arcanjo Miguel é um dos primeiros príncipes, há outros iguais a ele. Logo, uma de duas: Ou Miguel é Jesus e este não é singular; ou Jesus é singular, e não pode, portanto, ser confundido com Miguel.

O ASD prega ainda que Jesus também tinha o pecado original. Senão, vejamos:

“...Cristo tomou sobre Si as fraquezas da humanidade degenerada...” (O Desejado de Todas as Nações, Ellen G. White, CPB, 37ª edição, página 82).

Em sua humanidade, Cristo participou de nossa natureza pecaminosa, caída. De sua parte humana, Cristo herdou exatamente o que herda todo o filho de Adão_uma natureza pecaminosa” (Estudos Bíblicos, CPB, edição de 1979, páginas 140_141). Que blasfêmia!

O ADVENTISMO É EXCLUSIVISTA E PROSELITISTA
Basta-nos ler a Revista Adventista de abril/98 para vermos que os ASD usam chavões como: “Nós, a igreja verdadeira”; “Nós, o povo remanescente”; “Nós, o único povo que tem a verdade...” tanto que é assim, que nessa revista (abril/98 como eu já disse), no editorial de Rubens Lessa, os ASD são aconselhados a deixarem de usar esses chavões “numa reunião em que não adventistas estão presentes”. Atentemos para o fato de que Rubens Lessa não reprova o uso desses chavões, mas tão-somente sugere que os mesmos sejam evitados, se houver não-adventistas por perto. Esse malabarismo dos adventistas os torna mais perigosos do que os Testemunhas de Jeová, os Mórmons e outras seitas diabólicas. É que estes batem de frente conosco, tachando-nos de falsos profetas na cara. Mas os asd, embora pensem assim também, não nos dizem isso nos primeiros contatos,, a fim de não espantarem a presa. Essa estratégia tem funcionado, pois é grande o número de evangélicos que já se deixam levar. E isso prova que é verdadeiro o provérbio: “Que Deus me defenda dos meus amigos, porque dos meus inimigos me defendo eu.”
                Uma evidência de que os asd são proselitistas é o fato de eles publicarem espalhafatosamente, em seus periódicos, as “conversões” de evangélicos às suas fileiras, os quais dão os seus  “testemunhos” (ou tritemunhos), dizendo que agora encontraram a verdade. (3) Sim, como os evangélicos vibram ao conquistar uma alma para Jesus, os asd vibram quando conseguem arrancar duma igreja evangélica, um crente fraco e mal informado. Eles não nos vêem como aliados, mas como um campo missionário, no qual investem com afinco e muito tato.
O ADVENTISMO É HIPÓCRITA E/OU SOFISMÁTICO
      O pastor adventista Marcos de Benedicto, queixando-se dos que, segundo ele, preconceituosamente consideram que a sua “igreja” é uma seita, se defendeu dizendo que, como todas as igrejas protestantes, o Adventismo se firma somente na graça, na fé e nas Escrituras Sagradas – a Bíblia(4). Aqui, porém, podemos detectar dois sofismas:

1) O senhor Marcos de Benedicto faltou com a verdade, pois como já vimos, o ASD não se firma só na Bíblia, pois sustenta que os livros de Ellen White não são menos inspirados do que a Bíblia Sagrada.

2)    Dizendo o “pastor” Marcos de Benedicto que o Adventismo se firma nos três pilares do movimento evangélico – só graça, só fé, só Bíblia – faz parecer aos desavisados que os ASD crêem que a “igreja” deles é apenas mais uma, quando já vimos que o Adventismo se apresenta como a única igreja verdadeira. Assim se pode ver que Marcos de Benedicto é um autêntico representante do movimento hipócrita, do qual ele é parte integrante. Sim, leitor, essa jogada é de praxe no ASD! Cuidado! 1 Pe 5.8

O ADVENTISMO PÕE O LIXO SOB O TAPETE
Já vimos que segundo o Adventismo do Sétimo Dia há uma profetisa chamada Ellen White, de cuja pena saíram literaturas do mesmo quilate da Bíblia. Porém, dispomos de provas materiais de que essa mulher era falsa profetisa, plagiadora, racista, e etc. Mas, devido a exigüidade de espaço, demonstro neste opúsculo apenas o racismo que a caracterizava, o que, por si só, evidencia que de profetisa de Deus ela não tinha nada. São dela estas palavras: “... Há uma objeção ao casamento da raça branca com a preta... Não deveria haver casamentos entre as raças brancas e de cor... o esclarecimento que me foi dado da parte do Senhor foi que esse passo não deveria ser dado... Que o irmão de cor se case com uma irmã de cor... Que a irmã branca que pensa em unir-se em matrimônio a um irmão de cor, se recuse a dar tal passo... Esta questão não é a coisa certa...”- Mensagens Escolhidas, vol. II, páginas 343, 344 e 483 – grifo meu.

O ADVENTISMO PISA NO SANGUE DE JESUS
Ellen White, a papisa do Adventismo, registrou heresias de perdição, como a que se segue: “... Satanás, autor do pecado, sobre quem os pecados dos VERDADEIROS PENITENTES serão finalmente colocados”...(5) (versais meus). Ora, essa declaraçao faz do diabo, co-redentor dos cristãos, apesar dos adventistas dizerem que estamos interpretando mal. Sim, porque se as palavras dizem alguma coisa, foi isso que Ellen White disse, Veja o leitor, que ela afirmou que são os pecados dos verdadeiros penitentes que serão colocados sobre Satanás. Assim fica claro que ela não estava querendo dizer o que muitos adventistas pensam, a saber, “que o diabo vai ter que responder por tudo de errado que ele fez, inclusive por nos haver induzido ao pecado. “Não! Não pode porque nesse caso, os pecados de TODOS e não somente dos VERDADEIROS PENITENTES seriam lançados sobre ele. Claro, um sofismático tem que responder diante de Deus por todas as pessoas que ele conseguiu ludibriar, tendo tais pessoas mais tarde se livrado ou não de seus enganos.
                O que levou os adventistas à errônea conclusão acima, é o fato de eles interpretarem erradamente Lv 16.15-28, que fala de dois bodes que, segundo a lei de Moisés, eram apresentados no Senhor para expiação do pecado. O primeiro bode era sacrificado; mas o segundo, levado ao deserto e abandonado à sua própria sorte. Este tipificava a Cristo que, por Sua Palavra e pelo Seu Espírito nos induz à santificação; e aquele, o sacrifício expiador que Ele efetuou por nós
lá na cruz. Claro que sim, pois está escrito que ambos os bodes eram para expiação. E, como sabemos, só Cristo expia pecado. A menos que Ele não seja o único Salvador. A menos que Satanás seja coadjuvante de Cristo na redenção dos pecadores. Sim, se o bode emissário era para expiação de pecado, como a Bíblia o diz, e se ele tipificava o Diabo, como os asd pensam, então podemos afirmar que, segundo o ASD, os nossos pecados serão expiados na pessoa do Diabo. Pensem nisso os sinceros.

TODOS OS ADVENTISTAS ESTÃO PERDIDOS?
Já encontrei muitos “adventistas” de cuja salvação não pude duvidar. Não há um único adventista salvo. Mas há “adventistas” que não são adventistas de fato, pois não crêem na infalibilidade das obras literárias de Ellen G. White; que Jesus é o arcanjo Miguel; que os nossos pecados serão postos sobre Satanás; que em 1.844 iniciou a purificação do santuário celestial (ou o Juízo Investigativo [sobre o qual nada comentamos agora]); bem como não se prendem à guarda do sábado, nem tampouco ao cardápio judaico de Lv 11; e outras práticas judaizantes que caracterizam o Adventismo; e, sobretudo, não são hipócritas. Há até adventistas que empreendem abrir os olhos aos seus co-religionários, mostrando-lhes à luz da Bíblia, os erros nos quais laboram.

UM CONSELHO DE AMIGO
                 
Dou aos adventistas que já enxergaram que o Adventismo é falso, os seguintes conselhos:

1)       Mostrem aos seus co-religionários a verdade que você descobriu;
2)       Pare de contribuir com dízimos e ofertas para manutenção dessa seita. Dê suas contribuições financeiras a um trabalho sério.
3)      Saia dessa “igreja” e vincule-se a uma igreja realmente evangélica, isto é, a uma igreja que tenha a Bíblia como sua única regra de fé e prática, que não negue a Cristo e que não profane o precioso sangue de Jesus (Ap 18.4; Hb 10.29).

4 comentários:

Vcs estão muito mal informados.

14 de fevereiro de 2014 22:58 comment-delete

'Não há um único adventista salvo.' Essa declaração do autor do blog não faz dele diferente dos adventistas. Nenhum ser humano pode julgar a salvação de outro ser humano. Isso só Deus pode fazer. Além do mais, qualquer 'igreja' que tenha sua origem em Constantino, não pode ser séria. Logo, nós somos a Igreja do Cordeiro, e as instituições religiosas nada mais são que manobras de Satanás.

19 de fevereiro de 2014 11:15 comment-delete

Você demonstra grande ódio e preconceito contra os adventistas, procure se informar em fontes primárias ao invés de acusar tanto, e com tantos erros. Os Adventistas seguem a risca tudo que está na Bíblia! Mas para você deixo um texto de consolo : "Mas confesso-te isto que, conforme aquele caminho que chamam seita, assim sirvo ao Deus de nossos pais, crendo tudo quanto está escrito na lei e nos profetas." Atos 24: 14

20 de março de 2014 11:22 comment-delete

quem e o ser humano pra julgar e dizer, que nao ha nenhum adventista salvo porque somente Deus e o nosso juiz e Jesus Cristo e o nosso advogado.

7 de abril de 2014 16:24 comment-delete

Postar um comentário